Dizem que, quando o profeta Elias chegou ao monte Horeb, teve a oportunidade de se encontrar com o Senhor. Evidentemente não foi fácil para ele descobri-lo, pois, o Senhor não se fez presente em carne e osso, mas, tendo em conta a sua criatividade original, preferiu brincar de esconde-esconde com ele.

Deste modo, “passou um vento forte e impetuoso, mas o Senhor não se encontrava no vento. Depois do vento, veio um terramoto, mas o Senhor não se encontrava no terramoto.  Passou o terramoto e ateou-se um fogo; mas nem no fogo se encontrava o Senhor. Depois do fogo, ouviu-se o murmúrio de uma brisa suave. Ao ouvi-lo, Elias …” se encontrou com o Senhor, porque estava na suave brisa. (Cf. 1 Reis 19, 9-13).

Certamente todos já ouvimos alguma vez isso de que “é preciso saber apreciar os pequenos detalhes de cada dia”… Deus é especialista em “pequenos detalhes”. Sim, desses detalhes que enchem as nossas vidas e que podem ser vistos diariamente. Mas só podem ser vistos se estivermos muito atentos.

Saint-Exupéry, no seu livro “O Principezinho” diz: “O essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração”. E tem toda razão. Às vezes a nossa vida é tão cheia de coisas, de correria, de dúvidas, de vazios, que não paramos para apreciar a paisagem, a beleza e o bem que temos ao nosso redor. Para poder apreciá-lo, é imprescindível abrir bem os olhos do coração e, se ainda assim não conseguirmos vê-lo, talvez é uma questão de examinar os olhos e colocar bons óculos.

 

Temos um novo ano pela frente que será cheio de oportunidades, detalhes, trabalho, colegas, alunos/as, pais e mães, deceções e alegrias… Não seria justo para ti se tudo isso passasse na tua vida como se nada fosse, porque em cada irmão, em cada colega, em cada aluno e em cada trabalho temos a oportunidade de encontrar-nos com essa brisa suave que caracteriza o Deus da Vida, aquele que faz da rotina algo extraordinário e maravilhoso.

Tens mil oportunidades de encontrares-te com o Senhor cada dia, de abrir os olhos ao que te rodeia e a quem está ao teu lado… vais perder tudo isso por não ter os olhos bem abertos ou por não teres os óculos adequados?

Oxalá que, quando alguém te pergunta: vistes? Possas responder com o coração cheio de alegria: sim, eu o vi e ele caminha ao meu lado. Queira Deus que os teus dias sejam cheios de “detalhes a descobrir”, cheios do Deus da Vida, do Deus das pequenas coisas.

E tu… vistes?

Procure-O em tua vida, nos pequenos e grandes detalhes que Deus tem pensado para ti.

Esta web no utiliza tus cookies para nada.    Ver Política de cookies
Privacidad